Vinicius Ribeiro - Deputado Estadual pelo PDT nº 12612

Critérios para o mínimo regional

Critérios para o mínimo regional

Vinicius Ribeiro Artigos 256 views 5 min. de leitura

Critérios para o mínimo regional
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Ganhos e perdas são duas das palavras mais presentes nos discursos de trabalhadores e empregadores, todo o final do ano. Tratar do reajuste do mínimo regional é sempre uma queda de braço entre sindicatos patronais e de trabalhadores e, por mais que haja diálogo e rodadas de negociações o resultado é sempre o mesmo: todos perdem.

Perdem pelo aumento da informalidade, pela redução da competitividade, pelo desemprego. O trabalhador sai insatisfeito pois o aumento sempre fica abaixo da expectativa. O empregador sai insatisfeito porque o índice de reajuste, seja qual for, vai impactar na lucratividade da empresa.

Para acabar com especulações, com incoerências nos cálculos dos percentuais, com a criação de falsas expectativas, é preciso criar critérios. Seja pelo INPC/IPCA, pelo PIB, pela Lei de Diretrizes Orçamentárias, ou pela composição de outros indexadores.

O que não podemos mais admitir é o aumento do desemprego e a perda de competitividade das nossas empresas, principalmente das micro e pequenas empresas, que são as maiores geradoras de empregos e que mais se utilizam do mínimo regional. 

Criar critérios é normatizar intenções, é dar a oportunidade para planejar o ano seguinte com mais realismo e segurança. É estabelecer um valor justo, tanto para um lado quanto para outro.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: