Vinicius Ribeiro - Deputado Estadual pelo PDT nº 12612

Lazer para uma comunidade sustentável

A quinta ação para construir uma comunidade sustentável

Vinicius Ribeiro Artigos 1573 views 5 min. de leitura

Lazer para uma comunidade sustentável
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agora é a hora de vermos a quinta ação básica para construir uma comunidade sustentável nas cidades do Rio Grande do Sul. Nos textos anteriores abordamos sobre a acessibilidade, o comércio, os transportes e a Mobilidade. Agora é a vez do Lazer.

O lazer é uma condição da vida. Nem todos criam este tempo para tal condição. Quando criamos, normalmente são nos tempos livres e nos ambientes fechados. Lazer é normalmente exercido em casa, na internet e com a televisão. Difícil é sermos convidados para exercermos nosso tempo livre fora de casa, nos espaços públicos como a rua, os parques e as praças.

Em uma comunidade sustentável, lazer deveria ser sinônimo de espaço público. Mas não é assim, por que tudo que é público não é nosso. Não há relação de pertencimento.

Confesso que na minha infância não sentia a rua como se fosse minha. Porém eu brinquei na rua, joguei bola e taco na calçada. Portão de garagem era minha goleira. Tudo não era nosso, mas tudo era respeitado por nós....crianças. Nós invadíamos o espaço público. Fazíamos isso para o nosso lazer de forma organizada.

Por outro lado, quando não há organização no espaço público, ele pode ser invadido. Daí eu provoco com uma pergunta: Quem vai protege-lo? Vocês já viram panelaço contra a invasão do espaço público?

Não precisam responder, eu já sei a resposta: não!

Também importante salientar que o lazer é praticado quando está associado a duas características: relação de proximidade e de segurança. Espaços públicos que congreguem as pessoas são aqueles perto da nossa casa ou local de trabalho, e também aqueles, cuja a infraestrutura atendem aos critérios mínimos de segurança (ver texto publicado anteriormente). Aqui nós podíamos avançar na visão de uma cidade sustentável para uma cidade saudável. (Veremos isso na última característica da comunidade sustentável).

A presença de uma área verde ou de ruas confortáveis que possibilitam a convivência e a pratica do lazer é fundamental. Se eu defendo que as nossas cidades são nossos lares, é fácil entender que, um espaço público para a pratica do lazer é igual a uma casa com sala. Ou seja, casa sem sala é igual a bairro sem área pública.

Nem sempre ser legal com a população é ser legal com cidade. Na dúvida, seja legal com a cidade: dê oportunidade para ela ser sentida e vivida pelas pessoas.

Lazer para uma comunidade sustentável

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: