Vinicius Ribeiro - Arquiteto, Urbanista e Professor Universitário

Saúde para uma Comunidade Sustentável

A sétima ação para construir um Comunidade Sustentável

Vinicius Ribeiro Artigos 313 views 0 min. de leitura

Saúde para uma Comunidade Sustentável
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A sétima e última ação básica para construir uma comunidade sustentável nas cidades do Rio Grande do Sul é a saúde. Nos textos anteriores abordamos sobre a acessibilidade, o comércio, os transportes, a mobilidade, o lazer e a comunidade. Não há ordem nem grau de importância entre elas, somente relação direta entre todas.

Não é fácil afirmar isso, mas todos nós ajudamos a matar alguém todos os dias no planeta terra. Se a poluição mata e todos os cidadãos do mundo colaboram com a emissão de poluentes, então fica claro a relação que temos com quem adoece e vem a falecer, vítima de doenças causadas pelo desequilíbrio do ecossistema. Eu sou parte disso!

Os estudos comprovam que ao computar a assistência médica e custos sociais relacionados aos poluentes emitidos pela rede de transporte de passageiros, os números chegam a quase R$ 7 bilhões. Cerca de R$ 5 bilhões são gerados pelo deslocamento individual motorizado, e o restante, proveniente do transporte coletivo.

Embora décadas de legislações que condicionam metas de diminuição de emissão de CO2, da melhoria da qualidade do ar e dos investimentos em transporte público e não motorizado com ênfase ao pedestre, os prognósticos não são favoráveis.

Saúde para uma comunidade sustentável

Precisamos urgentemente associar as políticas de saúde, meio ambiente e planejamento urbano com ênfase a mobilidade urbana e redes de transporte.

Provamos no estudo, (Ebook que será lançado esta semana) através da contribuição de diversos artigos, relatórios, conhecimento cientifico e prático que é possível diminuir estes impactos, melhorando a saúde das pessoas e o ambiente saudável em que vivemos.

As contribuições abaixo sintetizam que somadas dão resultados práticos. Não só ajudam a prevenir as doenças, com a médio prazo, colaboram com a sensação de conforto e qualidade do espaço público que ocupam.

O foco e a causa do pensamento e do projeto são as pessoas; e é a partir delas, que sugerimos 7 recomendações para melhorar a saúde das pessoas através do planejamento urbano. São elas

  1. Integração destas visando convergir os Planos de Mobilidade Urbana Sustentável com os Planos Diretores Urbanos e com a Política municipal de Saúde e de Meio ambiente, com uma abordagem política em nível local.
  2. Implementar Desenvolvimento Orientado para o Transporte Sustentável (DOTS).
  3. Investimento em outros modais de transporte e mobilidade
  4. Estabelecer um Padrão de Densidade associando a relação moradia/trabalho.
  5. Planejamento a longo prazo da mobilidade ativa e da utilização sustentável do uso do solo para desenvolver uma cidade ou região sustentável através dos 3 (Três) Vs.
  6. Concepção de alguns padrões urbanos
  7. Foco total no pedestre

Como citamos acima, estes tópicos serão justificados com informações complementares que justifiquem estas ações. Não percam e baixem esse novo Ebook.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: